Techonlogy

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

A menina que queria ajudar, mas alguém ajudou.





Uma menininha passava na rua com seu pai quando viu um homem caído.
_ Pai, porque aquele homem está deitado no meio da calçada nesse sol?
_ Que homem filha?
_ Aquele pai.
_ Não estou vendo. De quem você está falando?
_ Aquele homem?
_ Qual? O mendigo?
_ Ah pai eu não o conheço, não sei qual a profissão dele.
_ Mendigo não é uma profissão filha, ele está caído ali porque não tem pra onde ir.
_ Porquê pai ?
_ Porque ele é um mendigo ou um bêbado qualquer.
_ E ele não merece ter um lugar pra dormir? - Questionou a menina ainda sem entender muito.
_ Merece, mas ele não tem e não deve ter ninguém neste mundo.
_ Parece que ele está com fome, né pai?
_ Sim filha, deve estar com muita fome.
_ Vamos dar alguma coisa pra ele pai e ajudá-lo a encontrar um lugar pra ir!
_ Não filha, deixa isso pra lá.
_ Porquê pai? Ele é mais velho que eu, eu tenho que fazer.
_ E o que isso tem a ver? Com muita curiosidade perguntou.
_ O senhor não disse que eu deveria respeitar os mais velhos?
_ disse filha...
_ Então, ele é mais velho, vou respeitá-lo dando alguma coisa pra ele comer.
_ Mas é diferente filha, você não o conhece.
_ Mas eu não conhecia minha professora e o senhor disse para respeitá-la, outra coisa, na EBD minha professora disse pra ajudar o próximo e ele está próximo de mim.
_ É filha mas nós não podemos fazer nada por ele, isso não é com agente.
_ Então é com quem.
_ Com o governo. Com muita superioridade e querendo ir embora dali afirmou o pai.
_ Mas o governo não está próximo dele.
O pai já irritado disse: _ alguém vai ajudá-lo!!!
_ Pai, tenho uma outra pergunta, porque esse alguém não poderia ser eu ou o senhor?

Por
Nicolas C. Sales

Um comentário: