Techonlogy

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Como nascem as canções "lixo" nos dias atuais.

Estou com medo, na verdade mesmo, com muito, muito medo, sobre onde vai parar a falta de criatividade, falta de Deus para compor nos dias atuais, tanto no meio secular, e principalmente no meio gospel. Já andava meio assustado com isso há bastante tempo. E percebi que muitos também estão. Me animei para escrever este post quando um colega do site Mente Cristã7 (http://mentecrista7.blogspot.com.br/) me sugeriu que produzisse um conteúdo sobre esse assunto. Então estou aqui para refletir sobre isso com vocês. Gostaria muito de ler sua opinião, e que vocês divulguem essa publicação para que mais pessoas pensem sobre o assunto. Quero deixar bem claro aqui, que não questiono ritmos, como samba, rock, reggae, todo ritmo é de Deus se for usado para Deus. Mas, eu sinceramente tenho a grande impressão que os compositores que estão no mercado gospel (não estou generalizando, estou dizendo sobre alguns, mas se servir pra alguém beleza) fazem assim na hora de compor.


_ Aí vamos compor? 

_ Pra quê cara? 

_ Pra ganhar muito dinheiro e viver da fé. 

_ Pow, curti muito a ideia. Mas, velho eu nem na igreja vou, nunca fui na EBD. Só vou às vezes quando tem evento, e quero ficar com umas menininhas de lá. 

_ Pow brother, também não sei nada de bíblia. Mas, não precisa não, é só pôr uma frase e repeti-la várias vezes, misturando ritmos lentos e animados. 

_ Beleza, vamos fazer qualquer coisa aqui então, "afinal é pra Jesus, Ele não repara não", não é assim que o povo da igreja diz. 

_ É (risos). Mas, tipo temos que falar de vitória, levantar a auto estima da galera. Por que é isso que vende.

_ Beleza, vamos começar, anota aí, "Tu é campeão e nada vai te derrubar". Repita isso 15 mil vezes, e acabou. 

_ Daí a gente inventa um estilo maneiro. Não cumprimenta ninguém na igreja, cobra 80 mil pra tocar em um culto, chega atrasado, e depois que cantar vamos embora. O povo vai adorar a gente. 

E aí quero saber sua opinião sobre esse diálogo. Peguei pesado? Ou são eles que pegam pesado com o povo. Mas, sinceramente não sei que é pior, se são os que vendem a "fé", ou os que compram. 

Por 
Nicolas C. Sales

Conheça meu canal: VIVENDOCOMDEUS
Siga aí: @nicolascsales


Nenhum comentário:

Postar um comentário