Techonlogy

terça-feira, 1 de março de 2016

Aborto


ABORTO


           Fico triste de viver numa geração que acha que matar um ser humano é 
liberdade de expressão e algo normal. Quer dizer, eles acham que se a pessoa ainda está na barriga da mãe, não é um ser humano. 
           Dizem que se o corpo é da mulher, então a regra é da mulher, mas e o corpo da criança? Estava lá, em plena formação e com o coração batendo, mas decidiram que essa tal criança não teria o motivo de viver. 
        Não consigo entender como as pessoas conseguem achar certo uma mãe, matar o seu filho de apenas 3, 4 ou 5 meses e jogar em algum lugar. Todo mundo que defende o aborto já nasceu, e usa a vida para defender a morte. Não importa quanto tempo um ser humano tem, é uma vida, e abortar é o mesmo que assassinar. 
     Uma grande parte das mulheres que abortaram afirmaram ter se arrependido, porque no fundo elas sabem cometeram um assassinato e, nesse caso, do próprio filho. Essa é minha opinião. Não tem como achar normal. 
Por 
Nicolas C. Sales



Nenhum comentário:

Postar um comentário