Techonlogy

segunda-feira, 27 de março de 2017

Todo mundo tem muito a dizer, mas não param para ouvir.

Todo mundo tem muito a dizer, mas não param para ouvir.


Confesso que gostaria de passar por aqui e escrever mais vezes. Mas a falta de tempo tem sido um empecilho, e não só a falta de tempo, mas também um sentimento de desânimo em relação as minhas atividades na internet. Eu tenho me perguntado, “quem de fato está lendo, ou ouvindo o que estou publicando?”. Vivemos na era da informação. Praticamente todas as pessoas que existem nessa terra é um produtor de conteúdo em massa. Todos produzem, até um neném que chora, o choro dele transmite uma mensagem, mas nem todos querem visibilidade em larga escala daquilo que produziu (acredito que o neném não quer que todos saibam o que ele necessita, apenas sua mãe).
 O excesso de informação tem me feito um pouco mal. Muitas pessoas estão prontas para opinar, para falar, para escrever. A nossa sociedade é capaz de discorrer sobre qualquer assunto, todas parecem ser especialistas em educação, saúde, segurança, leis, etc. A minha pergunta é “Quem está lendo?”, se todo mundo fala, onde estão aqueles que ouvem. A Bíblia fala que é necessário meditar na palavra de Deus. Não basta falar sobre ela, ou ler de qualquer jeito, é necessário à reflexão, e refletir leva tempo, e nesse mundo atual ninguém quer “perder” tempo. Provavelmente poucas pessoas chegaram até essa parte do meu texto. Não me importo, de verdade, se apenas uma pessoa ler e mudar a partir daquilo que eu produzi, mas não adianta eu querer que outros mudem, se eu não for o primeiro a mudar. Preciso ouvir mais, é por isso que eu tenho dois ouvidos e uma boca, encerro com uma frase de Rubem Alves
“Sempre vejo anunciados cursos de oratória. Nunca vi anunciado curso de escutatória. Todo mundo quer aprender a falar... Ninguém quer aprender a ouvir.”
Gostaria muito que esse texto fosse compartilhado, mas se você leu, entendeu, e refletiu, já fico feliz. Deus abençoe. Aprenda a ouvir.
Por
Nicolas C. Sales
Contato profissional (35) 98884-3290



Nenhum comentário:

Postar um comentário